História do Kung Fu

História do Kung Fu

Este é apenas um breve resumo. Se eu fosse escrever toda a sua longa história, precisaria de muitas páginas.

A China fala diversos dialetos. Dizem que chegam há 55, onde mais famosos são Mandarim e Cantonês. Devido aos dialetos, os nomes técnicos que falamos no Kung Fu quase sempre variam de acordo acordo com as regiões.

kung fu
história do kung fu

Uma Arte Marcial de origem chinesa que encanta a todos á milhares de anos. Segundo historiadores e arqueólogos chineses sua história conta com mais 3500 anos. Suas origens são lendárias, e segundo elas, resultou dos embates entre os humanos e animais selvagens.

Lembramos, que muitas vezes chamamos de História do Kung Fu, aquilo que são apenas lendas, e que não existe nada comprovado. Até porque, naquela época não havia registros. A arte do Kung Fu ou “Wushu” como dizem na China é muito popular no mundo todo, e na atual situação o Kung Fu está servindo como uma grande fonte de renda através do turismo para aquele País.

No Kung Fu existem muitos estilos, que seria “jeitos diferentes de usar a arte da luta”. Estima-se que são mais de 1000, é claro, que muitos se perderam com o passar do tempo. Mas entre os que estão ativados, uns são fundamentados em animais e outros não. Entre os que estão relacionados animais, os mais populares são: Tigre, Louva a Deus, Garça, Serpente, Dragão, Leopardo, Águia.

Mas todos seguem um padrão técnico bastante semelhante no jeito de executar suas técnicas. Quase todos os estilos de Kung Fu possuem sequências de movimentos que se chama Taolu ou Kuen Tou, onde se aprende primeiro estas sequências e depois se aplica em lutas, tornando desta forma mais fácil o aprendizado do aluno praticante.

As características mais fortes nos métodos de prática dos movimentos estão na divisão regional, devido às diferenças geográficas. Apesar da China ser um País com diversos tipos de relevo e com todos os seus pontos cardeais naturalmente, no Kung Fu para facilitar dividiu-se em apenas norte e sul.

O norte Chinês é mais montanhoso, com um clima obviamente mais frio. Os chineses do Norte utilizavam-se de roupas mais grossas para melhor proteção do frio e possui as pernas fortalecidas devido à convivência nas montanhas.

Sendo assim, desenvolveram um Kung Fu de movimentos mais amplo, de forma a não ser atrapalhados pelas largas e grossas roupas que coibiam os movimentos mais curtos. Por isso valorizaram mais as técnicas de chutes, principalmente os mais altos aproveitando das pernas bastante fortes, devido aos locais montanhosos em que viviam.

O Sul Chinês possui relevo um pouco mais plano em relação ao Norte, com maior abundancia de rios e chuvas, com temperaturas mais elevadas. Por esta razão os estilos de Kung Fu do Sul da china desenvolveram-se com características diferentes aos do Norte. As bases de pernas são mais baixas ou seja: mais plantado ao solo, adaptando-se a situação geográfica da região sul daquele País.

Com chutes mais baixos e fortes sempre priorizando as pernas e o baixo ventre e em menor quantidade, valorizando mais o uso dos braços e punhos, com socos, arremessos e agarramentos mais rígidos, visando um término de luta mais breve.

Em relação com a história do kung fu, esta é apenas uma pequena descrição nas divisões que “digamos” mais marcantes entre os estilos de Kung Fu do Sul e Norte da China. Naturalmente existem outros fatores que se fazem pertinentes sobre as diferenças estratégicas nas aplicações de suas técnicas, principalmente costumes, filosofias, religiões e culturas regionais etc.

Autor do texto                                                                                                            Mestre Walter Guerreiro.

Academia Guerreiro de Kung Fu no Google

Kung Fu – Defesa Pessoal Pilates – Saúde Corpo e Mente Respeito e Disciplina